Já abordamos aqui no blog a tendência que há na Flórida mostrando o aumento na procura por casas (single family homes), ao invés de apartamentos. O mercado imobiliário de Miami sempre apresentou indicadores mais aquecidos para compra e venda em condomínios verticais (apartamentos). Porém, com o advento da pandemia, o comportamento do comprador mudou. As pessoas, cada vez mais, procuram por casas amplas e com área externa, na busca de um lar mais confortável e seguro para passar tempos de quarentena.

Single-Family homes lideram retomada do mercado de Miami

Segundo o jornal Miami Herald, no mês de Junho deste ano, as vendas de casas uni-familiares (Single Family) aumentaram 5,5% em relação a maio. O indicador para vendas pendentes em Junho é ainda mais expressivo. Houve um aumento de 27,4% nas vendas pendentes de residências uni familiares no condado de Miami-Dade em relação a maio deste ano e 39,4% em relação a Junho de 2019. As vendas pendentes são aquelas sinalizadas, porém ainda não fechadas. Trata-se de um dos principais indicadores do movimento comprador do mercado.

Mercado imobiliário em Miami mostra números otimistas

Apesar de casas uni-familiares em Miami liderarem a retomada do mercado, os apartamentos em condomínios também mostraram números melhores. As vendas fechadas aumentaram quase 2% em junho de 2020 em comparação a maio deste ano e as pendentes aumentaram incríveis 54,7%. Trata-se de um forte indício de que a atividade no mercado de condomínios verticais está voltando aos níveis pré-pandemia.

Queda no inventário e pressão nos preços

Esse aumento nos contratos e nas vendas fechadas no Condado de Miami-Dade fez com que os estoques caíssem 12,8% em relação a maio de 2020. O movimento comprador aliado à queda no inventário coloca uma grande pressão nos preços dos imóveis. Trata-se de um ótimo momento para comprar, já que o potencial de valorização é grande.

Condado de Broward também mostra tendência semelhante

O mercado imobiliário de Broward County mostra um movimento semelhante. Comparando as vendas de residências unifamiliares em junho de 2020 versus maio de 2020, houve um aumento de 20,3% nas vendas fechadas e um aumento de 30,2% nas vendas pendentes. Também vimos o estoque para o mesmo período diminuir em 14,3%. Comparando junho de 2020 com o mesmo mês do ano anterior, as vendas pendentes aumentaram 22,6%. Por outro lado, no mercado de condomínios, as vendas fechadas aumentam 5,3% e as pendentes aumentam surpreendentemente 41,2% em relação a maio de 2020. Os estoques nesse mercado diminuíram apenas 1,7%, o que indica que a demanda dos compradores está acompanhando o número de novas listagens disponíveis no mercado.