Com indicadores recordes de contaminação nos últimos dias, o condado de Miami-Dade ordenou a volta do toque de recolher. A nova regra entrou em vigor ontem (3) e impõe a restrição no período das 22h às 6h. A medida vem logo após o novo fechamento das praias, em 1º de julho, dia em que os Estados Unidos bateram novo recorde diário, pelo terceiro dia consecutivo, de novas infecções. Foram registradas 53.069 novas contaminações, aumentando o total de infectados em solo americano para 2.735.339, segundo o Centro Universitário Johns Hopkins.

O prefeito de Miami, Carlos Gimenez, ainda divulgou que pretende revogar a reabertura de centros de entretenimento como cinemas, teatros, cassinos e casas de show.

“A polícia de Miami-Dade vai estar vigilante neste fim de semana, ao lado dos departamentos municipais, para monitorar. Os infratores flagrados responderão por uma contravenção criminal de segundo grau, com multa de US$ 500 (aproximadamente R$ 2.600) e 180 dias de prisão”, informou ainda Gimenez.

A segunda onda de contaminações atingiu em cheio os estados que anteciparam a flexibilização da quarentena, após pressão do presidente Donald Trump.

Saiba mais: https://noticias.r7.com/internacional/com-avanco-da-covid-19-miami-volta-a-impor-toque-de-recolher-03072020

Com avanço da covid-19, Miami volta a impor toque de recolher